o rato roeu a roupa do rei de roma

Diante da contenção de toda a ansiedade foram-se as unhas
A constatação da incerteza deixou ainda pior
Já quase começam a irem-se os dedos
Ai que coisa, que coisa
Corre, pega aquela flor amarela
Mas toma cuidado
Toma...

Nenhum comentário: