pé de galinha cisca pra trás

Os pés caminham buscando o encontro do revés
Os olhos brandos vêm bradando a pouca tinta dos pincéis
Não sei se é falta de coragem que me falta, ou dos bordéis
Tantos bordados, atordoados de coronéis
De coro, decoro, rouco e bruto
e assassinos assassinados vêm fugindo em seus tonéis
Tonéis de vinho tinto e sangue, arrotado nos anéis

Anéis de ouro em pena, e quantas galinhas são cruéis?

Revés encontro dos pés que buscam o caminho
Pincéis pintando brados olhos brandos
Bordéis de falta de coragem, que me falta, que me falta
Coronéis bordados, tantos atordoados
Brutos coros decorados de tonéis de vinho assassinados
e arrotos de anéis de sangue

Penas de galinhas cruéis, e quanto anel de ouro é pena?


                                    Photo: Amorfa. Claudio. G. Araujo. 2010.

2 comentários:

Micartas disse...

Glória Goulart, eu amo falar teu nome e te ver e rever e escutar vc me analisar e eu me irritar com seu realismo crítico, sempre.

fica forte sempre, fica linda, do que precisar me ligar e xingar tudo, manda brasa.
Eu sou esse carrossel, babe, junção de cecília, virginia, elis, courtney love, madre tereza, hope sandoval, anais nin,joana dárc, dóris,scarlet ohara e maria das dores haha
amiga, cosméticos são disfarces para quem vive de muita verdade, aceita "avontade" porraix!
Ontem o Beto me fez rever o corcunda de notre dame novamente, amiga reveja também!
chegaram bem de viagem?
amo
mi

glo goulart disse...

eheheheh meu nome é sem acento...
e sobre o resto, a gente conversa em um ambiente privado!!
chegamos bem sim...
luv
glo